Auxílio Emergencial retroativo será pago em abril de 2022, Consulte aqui se você vai receber

auxílio emergencial foi encerrado pelo Governo Federal no fim de 2021. Durante a vigência oficial do programa, os beneficiários podiam consultar as informações concernentes ao benefício pelos canais digitais disponíveis.

Atualmente, mesmo que o programa não esteja funcionando novos pagamentos estão sendo realizados. O Ministério da Cidadania está concedendo parcelas retroativas aos pais solteiros chefes de família monoparental.

De acordo com informações da pasta, aproximadamente 1,3 milhão de pessoas devem receber os valores. A Caixa Econômica Federal liberou a parcela extra para cerca de 823,4 mil homens. Sendo assim, cerca de 500 mil pais solteiros ainda seguem recebendo o benefício devido.

O cidadão que quer conferir se será contemplado, pode acessar o site da Dataprev. Na prática, basta informar o número do CPF, nome completo, data de nascimento e nome completo da mãe.

 

Novo lote de pagamentos

Como mencionado, atualmente a Caixa Econômica Federal está realizando alguns pagamentos do Auxílio Emergencial destinados aos pais solteiros chefes de família monoparental de forma retroativa.

Vale ressaltar que os pagamentos estão sendo depositados nas contas poupanças digitais do Caixa Tem. O valor do benefício pode chegar a R$ 3 mil, a depender de quanto das cinco parcelas concedidas entre abril e agosto de 2020 a pessoa recebeu.

O Ministério da Cidadania analisa a condição de pagamento conforme o perfil de cada beneficiário. Veja a seguir:

  • Público do Cadúnico e Auxílio Brasil (antes Bolsa Família): a pasta verifica se o pai solteiro está cadastrado como Responsável Familiar e recebeu cota simples do Auxílio Emergencial, se não possui cônjuge ou companheira(o) e se há na família pelo menos uma pessoa menor de 18 anos.

Contudo, é importante frisar que os primeiros pagamentos foram destinados aos pais solteiros que se inscreveram no programa pelos canais digitais. Assim, o novo lote será distribuído para o perfil mencionado acima.

Auxílio emergencial

O Governo Federal começou os pagamentos do seu Auxílio Emergencial ainda no início do ano de 2020. Na ocasião, o texto foi aprovado pelo Congresso Nacional. No decorrer daquele ano, o benefício chegou à casa de quase 70 milhões de pessoas.

Isso durou até dezembro de 2020. Entre os meses de janeiro e março de 2021, o Governo optou por não fazer mais nenhum tipo de pagamento do programa. Logo depois de muita pressão e piora da situação da pandemia, eles decidiram retomar os repasses em abril.

Nesta nova fase, aliás, o Auxílio Emergencial retornou em uma versão menor do projeto. De acordo com as informações do Ministério da Cidadania, desta vez os repasses chegaram em algo em torno de 39 milhões de pessoas fazendo pagamentos de no máximo R$ 378.