Auxílio Gás começa a ser pago hoje dia 14 de abril, veja o calendário e quem vai receber.

O Auxílio Gás será pago a 5,39 milhões de famílias em abril de 2022, em um investimento de R$ 275 milhões do Governo Federal. As transferências têm início nesta quinta-feira (14.04) para os beneficiários com o Número de Identificação Social (NIS) final 1.

O calendário de depósitos segue na segunda-feira (18.04) para quem tem NIS final 2, conforme o cronograma habitual do Auxílio Brasil.

 

“Este é mais um benefício que visa melhorar a qualidade de vida dos brasileiros em situação de vulnerabilidade. O Auxílio Gás, a Tarifa Social de Energia Elétrica, dentre outras iniciativas, reforçam o compromisso do Governo Federal com os cidadãos que mais necessitam”, destacou o ministro da Cidadania, Ronaldo Bento.

O valor do Auxílio Gás corresponde a 50% da média do preço nacional do botijão de 13kg de gás liquefeito de petróleo (GLP). É concedido um benefício por família a cada dois meses. Em abril, as famílias serão contempladas com R$ 51, além do mínimo de R$ 400 do Auxílio Brasil.

A Região Nordeste é a com o maior número de cidadãos atendidos pelo Auxílio Gás, com 2,68 milhões de contemplados e um investimento de R$ 137 milhões. Em seguida, o Sudeste aparece com 1,69 milhão de beneficiados e um repasse de R$ 86,3 milhões.

O Norte tem mais de 528 mil famílias atendidas com uma transferência de R$ 26,9 milhões em abril. No Sul, são 324,8 mil famílias contempladas em um total de R$ 16,5 milhões investidos, enquanto no Centro-Oeste são 160,3 mil famílias recebendo R$ 8,1 milhões.

Critérios

Não é necessário realizar inscrição para receber o Auxílio Gás. As famílias são selecionadas pelo Ministério da Cidadania de acordo com os critérios estabelecidos na lei do programa.

Os critérios de participação são: famílias inscritas no Cadastro Único com renda per capita menor ou igual a meio salário mínimo e integrantes do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Não serão computados como renda mensal da família benefícios concedidos pelo Auxílio Brasil. O recebimento de outros auxílios não é impedimento para o Auxílio Gás. O objetivo é contribuir para a segurança alimentar das famílias em vulnerabilidade. Não é necessário prestar contas do recurso transferido.